CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS PELOS ADOLESCENTES DE ESTRELA/RS

Alunos:

Lara Assunção Lenhard de Oliveira, Maria Eduarda Sprandel e Martina Gabriela Blume

Orientador:

Sidnei Wolf

Categoria:

Resumo:

INTRODUÇÃO

A partir desse projeto pretendemos demonstrar de que maneira a bebida alcoólica está presente na vida dos adolescentes de Estrela/RS e como isso pode afetá-los. Nota-se que no Brasil os jovens estão consumindo bebidas alcoólicas cada vez mais. Entretanto, pesquisas recentes afirmam que o consumo precoce de bebidas pode ocasionar problemas de saúde, como também virar uma doença no futuro que requer tratamento médico (Neves, 2004). Elementos estes que justificam nossa pesquisa.

OBJETIVOS

  • Identificar o consumo de bebidas alcoólicas nos adolescentes do município de Estrela;
  • Entender de que maneira o álcool entra na vida dos adolescentes;
  • Relacionar como o consumo de bebidas alcoólicas na família influencia o adolescente a ingerir;
  • Avaliar se os adolescentes que consomem bebida alcoólica têm consciência de suas ações e possíveis prejuízos à saúde.

METODOLOGIA

A pesquisa esteve baseada em um questionário de seis perguntas, distribuído entre as escolas municipais do município de Estrela/RS. O questionário foi elaborado pela plataforma Google Forms, e respondido de forma online. Os adolescentes obtiveram acesso à pesquisa a partir dos grupos de WhatsApp dos estudantes das escolas municipais de Estrela, matriculados entre o 6º Ano e 9º Ano, em repasse das equipes diretivas. As perguntas procuraram identificar características sobre a idade, influência e consumo de bebida alcoólica entre os adolescentes. Os resultados dos questionários foram analisados e tabulados, para posterior confecção de gráficos. Na sequência realizaram-se pesquisas bibliográficas sobre características e perigos do consumo de bebidas alcoólicas na adolescência para comparar com os resultados obtidos. 

RESULTADOS

O questionário foi respondido por 150 estudantes dos Anos Finais da rede municipal do município de Estrela/RS. Dentre os estudantes, 25% relataram já terem ingerido bebida alcoólica.  Dentre os estudantes que confirmaram o consumo, 76% tiveram acesso à bebida por familiares e 18% tiveram acesso por parte de amigos (Gráfico 1). Dos pesquisados, 35% dos adolescentes ingeriram somente 1 vez, 35% ingerem ocasionalmente, 24% ingerem uma ou mais vezes por mês e 5% ingerem frequentemente. Questionados sobre o consumo de bebidas dentro de suas casas, 30% das famílias ingerem ao menos uma vez por mês, 22% ingerem uma vez no semestre, 16% ingerem até uma vez por semana, 16% ingerem frequentemente e 16% não ingerem. Do total de adolescentes que consumiram bebida alcoólica, 95% sabem das consequências negativas que o consumo pode acarretar. 

CONSIDERAÇÕES FINAIS 

Os dados que obtemos com o questionário assemelham-se às pesquisas já realizadas (IBGE, 2019), onde aproximadamente 25% dos entrevistados já consumiu bebida alcoólica. Demonstram que a maioria dos jovens tem influência da bebida alcoólica vinda de pais e familiares, por isso a conscientização deve ocorrer não somente entre os jovens, mas também com os adultos da família.

REFERÊNCIAS 

A saúde dos adolescentes. IBGE, 2019. Disponível em: https://educa.ibge.gov.br/jovens/materias-especiais/21457-a-saude-dos-adolescentes.html. Acesso: 06/06/2022.

GOMES, Betânia da Mata Ribeiro; ALVES, João Guilherme Bezerra; NASCIMENTO, Lucila Castanheira. Consumo de álcool entre estudantes de escolas públicas da Região Metropolitana do Recife, Pernambuco, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, 26(4), p. 706-712, abr, 2010.

JUVENTUDE e Álcool: Cenário Atual. Cisa,2022. Disponível em: https://cisa.org.br/pesquisa/dados-oficiais/artigo/item/32-juventude-e-alcool-cenario-atual#:~:text=No%20Brasil%2C%20estimativas%20apontam%20que,%25%20(OMS%2C%202018aAcesso em: 06/06/2022
NEVES, Delma Pessanha. Alcoolismo: acusação ou diagnóstico. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, 20(1), p.7-36, jan-fev, 2004

Palavras chave:

Scroll to Top